Uma marca deve retratar valores, ambições e escolhas, mas o que temos visto ultimamente são designs pobres, simplistas e “modinhas”, seguindo a coqueluche guiada pelas maiores empresas de software do mundo: Google e Apple.

A Apple lança design realista no primeiro iOS, então todo mundo usa design realista;

A Google lança flat design, todo mundo usa flat design;

Depois material design, bora colocar sombra em tudo que fizermos daqui para frente;

Para o Google o material design foi um salto em originalidade no design de experiência do usuário. Para a maioria, apenas mais uma tendência a seguir.
Para o Google o material design foi um salto em originalidade no design de experiência do usuário. Para a maioria, apenas mais uma tendência a seguir.

 

A Apple lança um design com muitas cores fortes e degradês que estouram a vista… todo mundo com epilepsia, porque isso estará em todo lugar!

iOS 7 e seus degradês brilhantes.
iOS 7 e seus degradês brilhantes.

 

O que me motivou a escrever este post é esse monte de empresa tacando gradiente de roxo para verde limão, laranja para amarelo marca texto, azul bebê para vermelho que vêmos por aí.

carrefour-logo-2009 netshoesvivoMas o principal foi o Instagram:

Novo logo InstagramA marca inicial tinha um branding bem definido – apesar de ser realista por ter sido criado na época em que o iOS utilizava um design assim – carregando um sentimento de nostalgia que remetia aos seus filtros como algo que não apenas coloria fotos, mas traziam sentimentos aos momentos registrados, assim como quando encontramos fotos antigas em nossos álbuns, que foram tiradas com as velhas câmeras de filme, o que o Instagram representava em seu antigo logo. Tentaram até montar um vídeo para que tivéssemos alguma compaixão com sua nova marca, mas não, isso não aconteceu.

Sentimento é o que o trabalho de branding deve trazer. Os sentimentos que você tem ao entrar em contato com uma marca é o que lhe transforma de um simples consumidor a um admirador.

Admiradores se identificam com a sua marca porque ela tem personalidade, não porque segue tendências.

O Instagram atualizando seu logo para um ícone do freepic dentro de um degradê se torna mais um aplicativo de fotos no meio da Play ou App Store. Para eles resta seu nome, que também faz parte do conjunto do branding, para tentar continuar se diferenciando na multidão dos milhares de Apps da rede.

Para que não terminemos este post sem outro logo “maravilhoso”, pega essa imagem champs:

novos-logos-oi2016

 

Leandro Godoy
Consultor em Marketing Estratégico e Novos Negócios
leandro.godoy@markframe.com