tempo de leitura: 2 minDe uma agência tradicional para uma startup de novos negócios

tempo de leitura: 2 minDe uma agência tradicional para uma startup de novos negócios

O mundo mudou!

Sim, já falamos e ouvimos muito isso.

Chega um momento em que temos que parar de falar, de olhar para trás, e entender que os formatos tradicionais não terão mais muito espaço daqui pra frente. Não adianta reclamar: Uber, Netflix, Spotify, está tudo aí para provar que as formas de se fazer diversas coisas tem que mudar.

Por que com as agências de publicidade, marketing e comunicação seria diferente?

Entendemos que a parte estratégica do marketing precisa de um trabalho mais elaborado, consultivo, menos tabelado. Mas também entendemos que novas ferramentas, aliadas a necessidade de velocidade, estão substituindo diversos serviços que antes tinham muito mais glamour. Não quero dizer que um design bem feito é de se jogar fora, longe disso, mas sim que para muitos o “bom é inimigo do ótimo”, e é muito mais barato e, pelo “tempo”, mais efetivo.

Por conta disso, tivemos uma visão de agência mais focada em seu papel de facilitadora de negócios. Uma empresa capaz de, além de ajudar na aquisição de novos clientes, fazer a frente de intermediação de seus próprios clientes em busca de parcerias estratégicas de crescimento. Entendemos que o papel consultivo da agência está muito maior que o papel de “divulgadora” dos produtos e serviços dos contratantes.

A tecnologia está cada dia mais avançada e impregnada do momento que acordamos, ao momento que durmimos. Isso quando não está presente também no momento em que estamos dormindo, ouvindo uma música por streamming, para exemplificar.

Por esses motivos, e com a tecnologia ao nosso favor, mudamos nosso modelo de negócios, oferecendo uma rede social, uma consultoria, treinamentos e serviços pré-pagos, para tornar a agência um espaço mais democrático, popular e disposto a ajudar os mais diversos tipos de negócios.

Sim, estamos loucos! E gostando…

 

Leandro Godoy
CEO

Comente

0