A importância do branding

A maioria dos micro empreendedores tem o pensamento de que investir em branding pode ser um desperdício de dinheiro. Outros simplesmente não fazem ideia do que é o branding e o que ele significa.

Quando uma marca se torna relevante e consistente para o negócio, ela acaba criando vínculos e conectando de forma mais eficiente o público de forma a fidelizá-los e também facilita as decisões positivas de compra e uso dos serviços e produtos. Uma marca está associada diretamente a reputação do seu negócio e quanto mais forte ela for mais prosperidade trará a ele. Para entendermos melhor a relação de marca, branding e negócio, vamos começar do início.

O que é marca e o que é branding?

Uma marca não é (e não deve ser tratada) apenas como um simples logotipo, ela é a união de valores tangíveis e intangíveis apresentada de uma forma visual. É a percepção dos consumidores, usuários e também dos investidores sobre um determinado negócio sem que necessariamente a empresa esteja presente. É através deste símbolo que o público verá refletido os valores e posicionamento da empresa.

Branding é a gestão da marca e cabe a ele fazer uma boa gestão para que os consumidores possam perceber a marca de forma positiva. Branding pode ser definido como gestão de marca e também sua construção, cujo objetivo é posicionar de forma inteligente e atraente a marca na mente das pessoas. O posicionamento é a mensagem principal de uma empresa, então podemos concluir que branding é então o orientador para que a marca esteja bem posicionada.

E qual a importância disso?

Como citado acima, a marca é a percepção que as pessoas têm dos valores e posicionamento de um negócio. O branding é gestão que visa a percepção positiva da marca e uma das formas de se alcançar isso é a experiência que o público tem com ela, ou seja, isso significa que o público pode perceber a marca como sendo de valor ou não de acordo com a relação entre custo, reputação e todos os benefícios tangíveis e intangíveis que o negócio entrega.

O branding orienta a marca em seu desenvolvimento e em implementação de valores que se adaptam de acordo com a exigência do público alvo.

Posso concluir que uma marca não é aquilo que a empresa diz que ela é, mas sim o que as pessoas percebem e recebem dela. A gestão dela pode influenciar as mensagens enviadas e a personalidade do negócio, mas se a promessa não for cumprida o consumidor sempre lembrará da marca pela experiência ruim.

O branding é responsável por tudo isso e, mesmo que você possa argumentar que a gestão e controle do negócio pertence ao marketing, posso lhe garantir que o branding não elimina quaisquer outros modelos de gestão ou metodologias, ele apenas direciona as empresas em prol da marca. No entanto é impossível afirmar que coisas como o preço e todos outros atributos que geralmente são atribuídos ao marketing, financeiro e etc., não causam impacto na marca.

 

Arthur Ezequiel
Creative Thinker